Top Social

[[[ Por Frutinha - Vânia Filipa ]]]

Os doentes e os hospitais

21 de julho de 2011
Ontem fui ao hospital e confesso que sai de lá chocada com algumas coisas.
É isto que nos espera um dia?? É este o serviço que nós portugueses temos??
Pelo menos ela está sozinha num quarto e com uma tv só para ela, o que torna a estadia menos penosa, penso.

Cheguei mesmo na hora do jantar, um tabuleiro com uma taça de canja que basicamente era agua com massa branca e carne ainda mais branca, um prato com arroz branco e uma carne que a mim me meteu nojo, tudo sem sal, uma maçã assada que era a única coisa que tinha um aspecto normal, e um iogurte liquido.

Ela trabalhou muitos anos no hospital como assistente de enfermeira (só parou quando ficou de baixa médica), ela conhece as pessoas, ela conhece os procedimentos, ela sabe que se esta com diarreia tem de ter aquilo que eles chamam de dieta sem leite, logo, não pode beber o iogurte que lhe trouxeram. Só para se certificar perguntou a um dos enfermeiro porque razão vinha um iogurte se ela devia fazer dieta sem leite. O enfermeiro responde que muitas das que andam lá são ucranianas e nem sabem o que andam a fazer, portanto para ela não beber o iogurte porque simplesmente não deve, e que era preferível pedir mais tarde um chá e umas bolachas.

Quanto a vocês não sei, mas eu não sabia que quando se está assim não se pode beber leite nem derivados, portanto no meio daquilo tudo a única coisa que me pareceu ter um aspecto normal foi o iogurte, e se eu tivesse lá era a primeira coisa que marchava, e só estaria a piorar o estado de saúde porque uma gaja é ucraniana e não percebe que dieta sem leite é sem leite e sem iogurte.

Outra coisa que me chocou, foi passado cerca de 20min passa a rapariga para levantar o tabuleiro e posso dizer que a doente nem tocou na comida, o arroz estava lá, a sopa estava lá, a única coisa que ficou foi a maçã e mesmo assim não a comeu, simplesmente a passou para um tupperware para comer mais tarde quando ganhasse apetite. Ora, a gaja passa levanta o tabuleiro e nem uma nem duas. Não pergunta nada, não se preocupa em saber porque razão a doente não comeu, se não comeu porque a comida não prestava, se não comeu porque está sem apetite, se não comeu porque se sente mal. Nada. Basicamente só faltou dizer "se não comeu, comesse"

Fez-me impressão, incomodou-me, perturbou-me, acho que há diversas razão para uma pessoa não comer, e alguma delas pode ser indicador que algo não está bem com o doente. Mas não há uma pergunta, não há uma palavra, não há nada. Chega, levanta o tabuleiro e sai com ele. No dia seguinte há outra refeição.
7 comentários on "Os doentes e os hospitais"
  1. Quando o meu pai esteve hospitalizado, passei por várias circunstâncias destas. Uma vez puseram o tabuleiro da comida de um vizinho de quarto na mesa. Quando o homem não conseguia levantar-se da cama. Pelo que percebi era recorrente. Tinha que ser eu a pôr a comida frente ao senhor.

    ResponderEliminar
  2. Bem infelismente eu ja assisti a situações dessas, uma vez tive q ajudar um sr de idade a comer a sopa pq tadinho nao conseguia comer, estava sentado mas nao tinha mesa para apoiar o tabuleiro, e eu ajudei-o ao que ele me pergunta se eu trabalhava ali e respondi q não...pois as pessoas q trabalahm nesses sitios nao têm coração msm, sao más e frias...infelismente :(

    ResponderEliminar
  3. Infelizmente, eu também já assisti a umas assim.

    ResponderEliminar
  4. Ai meu deus! Há coisas que até me deixam sem palavras!

    ResponderEliminar
  5. É isso mesmo frieza. O pessoal (auxiliares de acção médica) que trabalha nos hospitais, centros de saúde e lares de idosos, não têm coração, ganham uma frieza tal que estão apenas ali para fazer o que lhes é imposto, mas sem coração. Deveriam ter na sua formação um pouco de psicologia e prestar provas e testes de como lidar com Seres Vivos e Humanos que somos.
    Se o problema estivesse só e apenas na qualidade das refeições dos utentes, até nem estavamos muito mal. Lares então, nem os privados escapam. Prefiro nem comentar... lembro-me episódios tristes que tiraram a vida da minha querida avó.
    A Saúde em Portugal é Lixo.
    Sara

    ResponderEliminar
  6. Quando estas na área da saúde vez muitas coisas das quais discordas, infelizmente! É vergonhoso ser necessário ir a um hospital privado para conseguires ter um tratamento adequado (sim, porque aí o dinheirinho está em risco). Embora existam muitos maus médicos, muito maus terapeutas, muito maus auxiliares existem também muitos que se preocupam com o doente e que o vêem como um todo (holismo) e reparam em cada caracteristica que o paciente transmita, como por exemplo a falta de apetite!

    ResponderEliminar
  7. E é incrível como eu vivi com a minha irmã uma situação oposta, em que a preocupação, os cuidados, a dedicação e a atenção eram os mesmos como se de um familiar deles se tratasse...

    ResponderEliminar

Desabafa que faz bem à alma