Top Social

[[[ Por Frutinha - Vânia Filipa ]]]

As vezes, viver, é uma coisa muito dificil

2 de fevereiro de 2012
Nos últimos dias tem-me faltado as palavras, tem-me faltado a vontade de escrever e sinto um vazio enorme dentro de mim. As noticias não tem sido boas e tem-me deitado completamente abaixo. Não sinto vontade fazer nada, não sinto vontade de comer e só quero é estar quieta e sossegada, tudo o que faça é em modo automático, como se de um robot se tratasse e nem sequer penso naquilo que faço.
Há cerca de 6 meses a minha mãe fez um exame, exame esse que o resultado não foi o desejado e foi pedido que o repetisse passado seis meses. Repetiu-o agora. O resultado esse, continua a não ser o desejado. Depois de uma conversa com a médica foi aconselhada a fazer mais exames nos hospitais de Coimbra. Foi como se me espetassem uma faca no coração. Porquê perguntam vocês. Há uns anos, poucos, uma das irmãs da minha mãe descobriu que tinha cancro na mama. Fez operação e tratamentos. Há coisa de um ano descobriu que tinha um novo cancro e anda a fazer quimioterapia desde então. Podem então perceber o porquê de estarmos tão receosos com os exames e com os seus resultados, assola-me um medo que ninguém imagina. Só me apetece chorar, foi como se me tirasse o chão dos pés e tenho medo, tanto medo. A minha está um cáco e eu um cáco estou mas à frente dela faço-me forte, tento desdramatizar as coisas, não dar importância ao exame, afinal é só um exame. E eu sei que é só um exame, e parte de mim está segura, convicta que é só um exame e que vai correr tudo bem; mas outra parte de mim está na merda a sentir o mundo a fugir e com um medo terrível.
13 comentários on "As vezes, viver, é uma coisa muito dificil"
  1. há momentos muito dificeis, momentos que não têm explicação, e o sentimento de impotencia é forte demais. muita força para ti e para a tua mãe é tudo o que desejo. espero que corra tudo bem.
    ***

    ResponderEliminar
  2. Espero que a irmã da tua mãe melhore. Tens que apoiar a tua mãe, aconteça o que acontecer. Não te podes deixar ir abaixo.

    FORÇA :)

    ResponderEliminar
  3. Vai tudo correr bem! Como tu dizes e bem, é só um exame. Coragem :) *

    ResponderEliminar
  4. compreendo o que sentes, infelizmente.
    essa doença, por não ter respostas claras, causa medo, muito medo.
    só queria mesmo deixar-te um beijinho cheio de força

    ResponderEliminar
  5. Vai correr bem.
    É só um exame e o resultado tem de ser bom.
    Beijos.

    ResponderEliminar
  6. Pensamento positivo. Força
    Sara

    ResponderEliminar
  7. Tenta sentir-te forte para transmitir força á tua mãe! Acredita que compreendo muito bem como te sentes! Tem esperança, não desistas da fé que tens! Não desistas mesmo, ok? Isto implica que devas ter a cabeça erguida, com muito amor e apoio a dar, e sobretudo não chegares ao ponto de odiar tudo e todos. Muita força para ti e para a tua família!

    beijo na testa

    ResponderEliminar
  8. Há-de tudo correr bem!! Caso contrário não deixes nunca transparecer o teu medo para a tua mãe, isso fá-las sentir que se já nem os outros acreditam então realmente não há esperança. Quanto a ti chora se tiveres que chorar, faz bem e tira-nos peso de cima, mas não deixes que esses medos se apuderem de ti e da tua vida. De qualquer das maneiras compreendo perfeitamente o teu medo, mas tens que ter força e qualquer coisa estamos aqui, querida. :) kiss

    ResponderEliminar
  9. Apesar de ser muito dificil, tens que acreditar que é possivel vencer esse terrivel bixo! Eu tenho uma pessoa familiar, muito próxima de mim que ultrapassou esse mesmo problema! Por isso acredita com igual força que é possível e vai correr tudo da melhor forma! Força e um bejijinho para ti *

    ResponderEliminar
  10. As melhoras para as duas e força, vai correr tudo bem ;)

    ResponderEliminar
  11. Bem, acho que já percebi o primeiro post que li hoje...

    Frutinha, essa situação é daquelas de que nunca se está à espera. A história da minha família também não é a melhor nesse sentido e há menos de um ano perdi um amigo para essa terrível doença. Mas apesar dos finais menos felizes que vamos ouvindo, vamos acreditar que as coisas vão correr bem, sim? Sentimos um grande sentimento de impotência quando algo assim nos bate à porta mas força, muita força, Frutinha! Para ti, para a tua mãe e para os teus. Beijinho muito grande

    ResponderEliminar

Desabafa que faz bem à alma