Top Social

[[[ Por Frutinha - Vânia Filipa ]]]

Ter um animal de estimação

29 de outubro de 2012
Sábado fui à veterinária com a senhora dona Mia. a pobrezinha estava meio doentita, com soltura  há uns dias. Depois de um questionário e de verem a Mia disseram que à partida não será nada de grave, a origem estará na mudança de ração e possivelmente parasitas. Levou três picas assim de uma vez só, é que foi ganir. Saiu de lá também com uma ração nova de dieta para uns dias, umas saquetas para equilibrar o transito intestinal e uns pimidos para tomar durante oito dias. Digo-vos se não tem disponibilidade financeira não arranjem um animal, e com isto não quer dizer que tem de ser ricos, não, até porque eu as vezes sou mais tesa que um carapau. Quero com isto dizer que um animal de estimação é como uma pessoa, é preciso dar amor, carinho mas também é preciso cuidados de saúde  E se hoje estão muito bem, amanhã podem estar doentitos e é preciso ir ao senhor doutor, que custa dinheiro, nem sempre muito mas pode ser vinte, trinta, quanrenta, cinquenta, cem, etc etc. E tal como nas pessoas não é daquelas coisas que possa esperar até ao final do mês para se receber o ordenado, porque lá pode ser tarde demais.  
3 comentários on "Ter um animal de estimação"
  1. Assino por baixo!
    Ter um animal não é só dar comer e mimos, também têm de ir ao veterinário.. Eu tenho dois cães, um com 11 anos e outro com 3 mesitos, e uma gata com 4 anos, e nunca faltaram a uma consulta de veterinária! O de 11 anos já esteve muito mal, gastei nessa noite 200 euros num veterinário..
    Um dia podem estar bem, mas no outro podemos ter de gastar muito.. se não tivesse feito os tratamentos dispendiosos que fez, morria.. não podia simplesmente esperar!
    A questão monetária é sempre algo a ter em conta quando se tem um animal.
    As melhoras para a tua Mia linda :)

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Só a ração dos nossos animais, saca grande, são para lá de 30€! Um animal, tal como nós, precisa de cuidados.

    Bjokas

    ResponderEliminar
  3. Nem me digas nada, que o meu Sebastião tornou-se epiléptico e, a juntar à ração específica (esta raça tem tendência a ter maus dentes e, com o pêlo comprido, tem mesmo de ser ração seca), tenho análises (nunca menos de 120 euros, não comparticipado, claro) e medicamentos (um deles tem de ser mandado fazer porque não existe aquela dosagem, ou seja, mais 35 euros por embalagem) a juntar à despesa.

    Tenho mais despesas de saúde (e até de beleza, que o champô do menino é melhor que o meu!), mas é o meu bebé e se é para ter animais, que sejam cuidados como nos merecem, porque o que eles nos dão não tem preço.

    ResponderEliminar

Desabafa que faz bem à alma