Top Social

[[[ Por Frutinha - Vânia Filipa ]]]

4 de janeiro de 2013
Amanhã vou cortar o cabelo, para mim é sempre um filme. Não sei como hei-de cortar, se muito se pouco, e no final é sempre uma merdinha porque não gosto do resultado. Ou porque ficou assim, ou porque ficou assado, ou porque não sei o quê.
Faço um filme tão grande que esta noite sonhei com isso, que tinha cortado o cabelo curtinho, tipo isto, e detestava e só me apetecia chorar.

Era tal e qual este corte, credo cruzes, só de me "imaginar" com ele até me dá uma coisinha má. Não quero cortar tão curto, deus ma livre, mas quero lhe dar um cortezinho jeitoso, mais ou menos ao jeito da ultima vez, escortaçado e esponteado, para lhe dar aquele ar desarrumado natural. Até porque da ultima vez gostei bastante dele, e o melhor de tudo, não me dava trabalhinho nenhuuummmmm.. Agora talvez um bocadinho mais curto, afinal aquelas pontas em baixo não tão ali a fazer nada. Depois... Depois tinha pensado numas madeixas mas ao mesmo tempo não sei bem que cor aplicar ali.
Oh senhoreeeeees que indecisão!!!

5 comentários on " "
  1. Eu por acaso gosto de ir mudando de corte, já tive o cabelo de todos os tamanhos e feitios... mas quando saio da cabeleireira, nunca saio muito convencida, só passado alguns dias :P

    ResponderEliminar
  2. Eu se há coisa que não gosto é de ir à cabeleireira..saio sempre a reclamar xD

    ResponderEliminar
  3. Eu confio tanto no meu cabeleireiro que quando chego lá deixo-o à vontade para fazer o que quiser. Nunca desilude :-)

    ResponderEliminar
  4. o meu esta pelo pescoco, mas tenho de o cortar e vou cortar assim :)

    ResponderEliminar
  5. Já pensaste em mudar de cabeleireiro? Eu sempre era como tu, odiava quase tanto a cabeleireira quanto o meu cabelo... até que há poucos anos descobri um super profissional! É um pouco mais caro, mas adoro o meu cabelo e o jeito como ele fica depois que sai de lá... é como se o cabeleireiro soubesse exatamente como tirar vantagem das melhores qualidades do meu cabelo!

    ResponderEliminar

Desabafa que faz bem à alma