Top Social

Desabafos e Coisas

[[[ Por Frutinha - Vânia Filipa ]]]

Image Slider

Hygge - O segredo dinamarquês para ser feliz

20 de janeiro de 2017
Gosto de um bom livro, mais do que historias gosto de livros que me agarrem ou me façam pensar de alguma forma.
Há uns dias comecei o Monge que vendeu o seu Ferrari, e lá vai o tempo em que devorava um livro em duas ou três noites, a velocidade do dia a dia e a quantidade de afazeres impede-me de tal coisa, ainda assim embora esteja só no inicio do livro estou a achar muito interessante e a gostar de ler. É um livro que nos abre a alma e que de alguma forma nos faz pensar e nos aquece o coração. Não sei explicar.
Isto para dizer que hoje esbarrei com uma capa de um livro no snapchat e achei tão interessante que fui ler acerca dele.
Ao que parece é um livro sobre o conceito de Hygge, que dizem se o segredo dinamarquês para se ser feliz; ou não fosse a Dinamarca considerado o pais mais feliz do mundo.
Num ano em que pretendo alimentar muito a minha alma e espírito, parece-me ser uma leitura bastante interessante. Cheira-me que vai ter de vir morar cá para casa.


Estou a criar um monstro

19 de janeiro de 2017
Eu: não sei que faça para o jantar.....
Ele: não disseste que tinhas aí várias misturas de legumes? 
Eu: sim.
Ele: então faz.... naquela coisa com massas.

Aquela coisa é um wok....... e acaba de me dizer entre linhas que pode ser um jantar vegetariano de legumes e massas. 

Como se isso não bastasse à noite enquanto vê TV, come frutos secos.... 

A serio, acho que criei um monstro. ( no bom sentido ) 

Arrependimentos

Felizmente não tenho grandes arrependimentos na vida, daqueles que nos fazem pensar e bater com a cabeça na parede a gritar, "mas porquê?". Claro que quando olho para trás há coisas que gostava de não ter feito, mas não me arrependo delas porque me fizeram crescer de alguma forma e me tornaram na pessoa que sou hoje. Se calhar arrependo-me mais de coisas que não fiz. De não ter viajado mais, de não ter saído da minha zona de conforto e não ter ido morar sozinha quando era jovem, de não ter metido a mala às costas e ter feito uma viagem daquelas de um mês por países asiáticos. Mas acho que no fundo todos nós nos arrependermos um bocadinho daquilo que não fizemos, não é? A maior parte das vezes não o fizemos por circunstancias da vida ou mesmo por falta de coragem, mas no final das contas não o fizemos (não o fiz) e arrependo-me por isso. É o meu verdadeiro arrependimento, aquilo que não fiz.
Às vezes, não sei bem porquê, dou por mim a pensar, será que quando for velhinha vou-me arrepender de não ter feito muita coisa? Será que vou achar que a vida me fugiu por entre os dedos e que deixei tanta coisa por fazer?



SHOP | Saldos Mango

18 de janeiro de 2017
Não bastava me ter desgraçado na zara, ainda tive que me desgraçar na mango. Ok é certo que é uma desgraça mas também encaro como uma poupança. Na zara comprei peças que vão dar para usar igualmente na primavera e no verão, visto que foram essencialmente camisas, e na mango foram malhas que tanto adoro; visto que as minhas já estão a ficar assim estafadinha e a começar a ganhar borboto que tanto odeio. Assim não só compro roupa para usar agora, como para a próxima estação e para o próximo inverno, em ambas situações a preços mais reduzidos, por isso, encaro como uma poupança. Também tem este habito nos saldos? de pensar mais para a frente e naquilo que vão precisar?




Podem clicar na imagem para serem redireccionados directamente para o artigo na loja online.