Top Social

[[[ Por Frutinha - Vânia Filipa ]]]

Roupa, sapatos e todo esse mundo

6 de janeiro de 2017
Quando mudei de casa prometi a mim mesma que ia ser uma pessoa diferente no que toca à arrumação. Confesso, em casa dos meus pais era a pessoa mais desarrumada à face do mundo e tinha dias que parecia que tinha passado um furacão naquele quarto. A roupa amontoava-se em cima da cadeira e da elíptica e cada cabide do charriot tinha tanta peça que me esquecia das que estavam por baixo.
Hoje, vejo que afinal o problema até nem era só meu (ok, tinha grande parte da culpa) mas o problema era efectivamente a falta de espaço para arrumação (e as compras desenfreadas). Não tinha espaço. Não havia. E a roupa amontoava-se em cabides e gavetas, ali, umas peças por cima de outras e às tantas comprava uma peça igual a outra que já tinha mas que já nem me lembrava.

Quando mudei de casa não levei 1/3 da minha roupa, mesmo tendo muitaaaaaa mais arrumação. Andava tão cansada, esgotada e chateada daquele mundo louco, que meses antes de mudar de casa decidi que ia levar apenas e só aquelas peças que amava e usava mesmo. E sim, fi-lo à risca.
Não vale a pena pessoas, não vale a pena ter lá aquela camisola porque "oh foi tão cara que agora não a vou dar" ou "um dia destes visto". Não vale a pena. Na correria do dia a dia acabamos por vestir aquilo a que já estamos habituados e que sabemos que fica bem. Acordamos, agarramos nas peças em modo automático e já está. E digo-vos, sinto-me tão mas tão feliz e mais leve por ter tomado esta decisão. Tenho só aquilo que gosto e uso, e em vez de perder literalmente uma hora de manha a olhar para a roupa a escolher o que vestir, agora faço-se de forma simples e rápida. É tão bom acordar, ir ao closet e pegar nas peças sem sentir um peso em cima.

Por tudo isto, também prometi a mim mesma que de cada vez que tenho uma peça que por alguma razão não uso, ou dou logo ou vendo. Não vale a pena andar ali meses a rebolar no roupeiro, porque depois transforma-se em anos e quando damos por ela temos tudo atafulhado outra vez.

Tenho evitado compras, ainda assim elas existe, e por vezes as escolhas não são as mais felizes. Por isso vou desde já começar a dar e a vender aquilo que não uso para evitar a bola de neve.

Não tenho assim muita peça que precise de me desfazer, ainda assim para já lembro-me de 3.
Uns ténis Levis originais que mandei vir da net mas que me são grandes. Estão lá novinhos em folha na caixa.
Um macacão da Mango que mandei vir online e que deixei pendurado para vestir mais tarde. conclusão passou mais de um mês e quando o ia para vestir percebi que me estava apertado.
Uns calções Tiffosi. Comprei sem experimentar numa hora de almoço (compras destas são sempre asneira). Achei-os giros, não me apeteceu trazê-los para o trabalho e quando num fim-de-semana os fui para vestir percebi que me eram grandes e já tinha passado o prazo de troca. 
Para já, estas três peças, novas, em folha, nunca usadas e tudo com cerca de um mês ou dois.
Os ténis já os anunciei no olx, o restante tenho de fotografar (ver se no fim-de-semana tenho um tempinho). 
Posto isto, e porque tenho plena noção que são peças boas e novas é possível que as meta aqui no blog ou no facebook, pode ser que vos interesse. (tudo o restante tenho dado a instituição de caridade).


6 comentários on "Roupa, sapatos e todo esse mundo"
  1. Ainda não tenho nada que me queira desfazer porque tenho usado tudo até à ultima mesmo. Não há cá dinheiro para estourar em compras fúteis. Mas tenho umas coisinhas que já vou guardando sei lá há quanto tempo e que precisavam de sair. O problema é que, se tirar tudo o que já não uso, então é que fico com os armários despidos!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também já passei por isso, de ter ideia que se tirar o que nao gosto e nao uso fico sem roupa. Mas depois a coisa compõe-se. É como tudo na vida, na minha opinião é melhor indo aos poucos. Mais fácil monetariamente pelo menos.

      Eliminar
  2. Por aqui já foram feitos muitos destralhamentos e finalmente acho que foi desta que acertei na quantidade e variedade certa de roupa :-) Gosto tanto de abrir o meu armário e ver o resulto :-)

    Nem sei quantos sacos cheio de roupa, sapatos e malas que doei :-)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tal como eu. Sentimo-nos leves não é? e a sensação que tenho.
      Também dei sacos e sacos e sacos de roupa e calçado e malas (daqueles pretos do lixo grandes). Na altura, passado uns dias até me doeu a alma, mas foi o melhor que fiz. :)

      Eliminar
  3. Nas mudanças de estação dou sempre imensa roupa que já não uso, e ultimamente já não compro tanto como comprava :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, fazer uma escolha no final das estações é sempre o melhor :) agora também tenho esse habito.

      Eliminar

Desabafa que faz bem à alma