Isto de maternidade é um bocadinho de loucos

Não sei se é normal ou se sou só eu que sou uma perdida por natureza.
Do alto dos meus 5 meses de gravidez, penso que começa a ser altura de pensar a sério no enxoval do bébé. É tempo de ver roupas e todos os mil e um acessórios de puericultura que se dizem necessários. 
Ora além do trio de carrinho que tive a sorte de ter quem me emprestasse,de ter a caminha de grades escolhida mas que só vem morar cá para casa no mês que vem, e de ter apenas 3 babygrows, não tenho mais nada e sinto-me assim um bocado perdida.
Sei que são precisas montes de coisas, e meto-me a ver tudo e mais alguma coisa online, desde roupas, a mini-berços, a almofadas de amamentação, a tremometros, a malas de maternidade, e mantinhas, e toalhas, e artigos de decoração do quartinho e mais nem sei o quê. Vejo tudo, vejo que é tanta coisa, e depois não consigo comprar nada. Não sei explicar, mas sinto-me tão bombardeada de informações que depois não me consigo decidir por nada porque na realidade não sei ao certo o que é o ideal. Começo a ver tudo e acabo por nao comprar nada. E a roupa? afinal os bebes tem calor ou frio? O meu vai nascer no inicio do verão, compro o quê? mangas curtas ou compridas? Ha quem me diga que tenho de vestir duas peças porque os babys tem frio, mas ha quem me diga que tem calor e gostam de tar sem roupa. Afinal em que é que ficamos? Sinto-me tão perdida confesso. Não dá jeito comprar rios de roupa porque eles crescem rapidinho e acaba por não usar, mas também não convem não ter o suficiente porque não vou propriamente enfiar-me em shoppings nos primeiros meses. 
Sinto que preciso de começar por uma "ponta". Começar efectivamente a comprar as coisas, uma por uma, mas depois chega ao momento e não sou capaz. É tão estranho.
Já alguém se sentiu assim? Ou sou só eu que mais uma vez sou uma especie de bichinho de outro planeta.

8 comentários

  1. claro que sim!! acho que as listas têm coisas a mais. Algumas roupas leves para o verão, não precisas de muita coisa, então se for um verão quente! Alguns babygrows de algodão, casaquinhos, alguns pares de meias de algodão e sapatinhos para sair, chapéu, babetes, fraldas de pano e toalhas de banho com capuz.
    De resto precisas banheira, termómetro, anel de banho (tem sido muito útil para mim), biberões e respetivas tetinas, 1 escovilhão para higienização do biberão, 2 chupetas, gel de cabelo/banho, creme para o corpo ou óleo de amêndoas doces ou coco, 1 pomada para a assadura da fralda, 1 caixa de cotonetes para bebé, 1 escova de cabelo macia, termómetro, 1 tesoura de pontas redondas e limas de papel, fraldas e toalhitas, de preferência sem parabenos e afins.
    Depois conforme fores precisando vais comprando. A almofada da amamentação nunca usei muito, se tiveres alguém que te empreste melhor.
    Espero ter ajudado!

    ResponderEliminar
  2. Psicologicamente é um mecanismo que nos impede de prestarmos atenção/pensar sobre o assunto quando somos bombardeados com muita informação. É tanta coisa que o cérebro assume ser mais fácil ignorar do que arquivar toda aquela informação e processá-la, fazendo escolhas. Somos psicologicamente preguiçosos, digamos assim :) É normal.

    Eu não sou mãe, nunca passei por isso, mas acho que o que importa é começar. Talvez seja uma boa ideia começares pelas coisas mais simples: há listas e listas online de artigos absolutamente necessários (tipo termómetros, tesoura para unhas, essas coisas mais básicas e que pouco têm para confundir o cérebro. É aquilo e pronto). Depois já vais estar mais habituada a fazer as escolhas e já podes ter mais paciência para escolher roupas :) Quanto às roupas, sempre ouvi dizer que os bebés precisam de uma peça a mais que nós. Se estamos de mangas compridas, eles precisam das mangas compridas e de um casaco. Se só nos apetece andar nus, talvez chegue uma camisola de manga curta para o bebé :) Mas isso não sei mesmo, são coisas que eu ouço das minhas tias e primas que já tiveram filhos.

    ResponderEliminar
  3. Olá, em primeiro çugar muitos parabens pela gravidez, ou passou'me despercebida ou ainda nao tinhas posto no blog! Em segundo lugar eu senti'me exactamente da mesma maneira na minha primeira gravidez. Levou-me imenso tempo so para decidir o carrinho pq havia tanta escolha e tantos preços e tanto de tudo...era de doidos! Mas o truque é comprar o essencial, só mesmo o essencial. Os bebés crescem super rapido por isso convem ter uns quanto babygrows tamanho 0 )caso nasça pequenino, mas nao muitos porque as coisas lavam-se super rapido em especial em Portugal no incio do Verão. Não são precisas mil coisas...mesmo! A maioria das coisas quase que nem chegamos a utilizar. Eu acho que dependendo de quando nasce devias ter alguns de algodao de manga comprida e depois numero 1 e adiante manga curta. Concentra-te em comprar biberons, chuchas fraldas toalhetes, coisas desse genero, fazem muita falta...por exemplo não compres logo uma bomba de extrair leite porque podes nao ter muito leite ou nao gostar de amamentar. Pensa nas coisas mais imediatas e depois lembra-te que não ficarás p+ara sempre ermita em casa, podes ir comprando! Ç= Espero que isto ajude! Um greande beijinho! ( eu também estou a espera de bebé, a minha segunda filhota)!
    https://parttimemumandscientist.blogspot.co.uk/

    ResponderEliminar
  4. Olá, muitos parabéns pela gravidez.
    Sim é muita informação sobre muita coisa que na maior parte dos casos acaba por ser desnecessária, tudo depende de pessoa(mãe)para pessoa(mãe). No meu caso dispensei almofadas de amamentar e todo o tipo de acessórios para tirar leite/amamentar.Apenas do 2º filho precisei e na altura resolvi perante o problema, há vários problemas que podem surgir e a bomba de leite por exemplo não resolver)
    Para mim o essencial, fraldas(cuidado com a quantidade até veres se não faz alergia) de uma chucha apesar de provavelmente ires ouvir muitas vezes que vai ser muito mau hábito, gel para o banho(no meu caso preferi optar por um de farmácia para evitar alergias e dai não ter comprado a gama inteira), toalhetes um biberão( e uma lata de leite), só de prevenção no meu caso pessoal deu jeito. Depois a nível de roupas, bodys manga comprida mesmo que vá nascer no Verão, há uns de manga comprida de algodão sem pelo por dentro, babygrows e meias de algodão, normalmente os bebes têm os pés mais frios. Casacos de malha e umas mantas de algodão, cuidado com as de lã que as vezes deixam pelos e entram na boca dos bebes.Deixo dois links de um blog(que deves conhecer) em que acho que tens o essencial.
    http://economiacadecasa.blogspot.pt/2013/08/um-bebe-caminho-lista-de-puericultura.html
    http://economiacadecasa.blogspot.pt/2015/06/ha-uns-tempos-perguntavam-me-acerca-do.html
    Vais ver que com o aproximar da hora vai começar a entrar tudo nos eixos.
    AH! E muito importante também, não te esqueças de ti, uma camisa dormir para amamentares, um bom creme hidratante e o soutien de amamentar.
    Boas Compras...

    ResponderEliminar
  5. Em primeiro lugar parabéns pela gravidez e espero que aos poucos os enjoos melhorem (tenho seguido no insta)

    Em relação ás compras, acho que depende muito de bebe para bebe e das próprias prioridades de cada um. O que pode ser essencial para uma família pode ser completamente inútil para outra. Por isso da minha experiência e dado a época em que vai nascer, roupa fresca mas de manga comprida para o primeiro mês e de preferencia os ditos babygrows por serem tão práticos e confortáveis, fraldas, produtos de higiene (poucos e os mais simples possíveis) e aos poucos vai vendo o que te faz falta e vai comprando depois de nascer. É um facto, passa tudo muito rápido.
    No que diz respeito à mamã, mas mais uma vez cada caso é um caso, tive muitas dificuldades com a amamentação e fiquei com ferida logo no primeiro dia, teria sido útil ter levado na mala da maternidade uns bicos de silicone para proteger o mamilo e não ter prejudicado a amamentação. Fica a dica caso tenhas o peito muito sensível ajuda muito.

    ResponderEliminar
  6. Também me senti assim... Aproveita as feiras do bebé para comprar, nos folhetos acabas por ter muitas coisas essenciais. Não compres muita roupa porque num instante deixam de servir e não sabes com que tamanho vai nascer.

    ResponderEliminar
  7. Não sei porque nunca estive grávida. Mas vai correr tudo bem. :)

    ResponderEliminar
  8. Eu estou grávida pela segunda vez e comecei a tratar das coisas há cerca de 3 semanas e já vou a caminho das 34 semanas. Portanto, calma é a palavra de ordem. Nestas coisas da maternidade, há um certo exagero quanto aos "itens essenciais" a ter e a comprar. Aprendi isso da primeira vez. Depois percebemos que afinal há coisas que não têm grande utilidade. Por exemplo, comprei um aquecedor de biberões que só usei uma vez. Está novinho em folha na caixa. Já pensei em vendê-lo no OLX, por exemplo.
    Eu costumo comparar esta saga da maternidade à saga dos casamentos. Há dez mil coisas disponíveis, compete a cada um escolher o que realmente acha importante. A minha primeira filha nasceu no final de Junho e todos os babygrows eram de manga comprida. Os bebés, mesmo nascendo no verão, dificilmente andarão nos primeiros meses de braço ao léu (digo eu, pelo menos a minha filha não andou). lembro-me tão bem da primeira noite dela cá: não parava de chorar de noite e, após testar todos os cenários possíveis, percebemos que afinal... ela tinha frio! O organismo deles e o termóstato deles é diferente do nosso, mesmo que lá fora esteja um belo dia de verão.
    Vai tudo correr bem!

    ResponderEliminar

Desabafa que faz bem à alma