Top Social

[[[ Por Frutinha - Vânia Filipa ]]]

Shirodhara

16 de fevereiro de 2017
As vezes é preciso tempo para nós. 
Tenho plena noção que os últimos dois anos e meio tenho exigido demais do meu corpo, da minha mente e isso nota-se. Tenho dias que ando tão cansada da cabeça que passo o dia inteiro a suspirar e com uma dificuldade enorme em respirar, parece que tenho um peso no peito que não me deixa respirar.
Primeiro foi a doença da minha mãe, o stress, toda uma vida e uma casa de gente adulta "para cima de mim". Depois logo de seguida foi a construção da casa, aliás a construção da casa começou no mês em que a minha mãe foi operada, sinceramente agora que olho para trás não sei como fui capaz de suportar tudo. Durante mais de um ano foi toda uma correria de assuntos a tratar, decisões a tomar, arranjar orçamentos, adjudicar, procurar soluções e isto com um trabalho das 9h as 19h sem interrupção. Para ajudar á festa tive o problema das costas que me deixava de rastos e a chorar a toda a hora com tanta dor sem que os médicos conseguissem solucionar. Depois com a casa já pronta, foi as mudanças, as mudanças de 32 anos de vida. Depois foi toda uma nova vida pela frente... novas responsabilidades e novos afazeres. Basicamente a rotina tem passado por trabalhar o dia todo, e ao fim de semana tratar da casa, inclusive ao domingo. A sério, estou uma dona de casa metódica e pêras. Mas juro que quando me calhar o euro-milhões, sim porque vai calhar, me armo em dondoca e contrato logo quem o faça por mim.... não é que não goste de fazer, que gosto, mas é o tempo que me consome. Para além disso, o acréscimo de trabalho e responsabilidades no meu posto de trabalho tem-me deixado assim de cabelinhos em pé. 
Gosto do que faço mas chego á quinta-feira esgotada, não dou uma para a caixa, é à sexta-feira então nem vos conto; por mim passava o dia todo alapada no sofá a toque de água porque nem comer apetece.
Ando bem. Alegre, feliz da vida, não confundam com uma qualquer depressão que já tive disso e sei os sinais, ando só cansada, exausta deste ritmo de vida alucinante e sinto-me incapaz de meter um travão. Olho para mim, com 32 anos em cima, a querer avançar na vida mas a ter noção que a este ritmo é impossível. É literalmente impossível. As vezes chego a achar que um dia destes passo-me a sério da marmita e me dá uma coisinha má qualquer, juro que tenho mesmo medo que isso aconteça porque sinto-me realmente cansada psicologicamente.
Por tudo isso, e por saber que preciso mesmo de tomar cuidado, achei melhor olhar por mim e para já marquei uma sessão boa de massagem shirodhara com jacuzzi incluído. Já fiz duas vezes, apenas a massagem sem o jacuzzi e posso-vos dizer que soube pela vida.
A massagem consistem em jorrar um óleo morno de chá na testa com um aparelho próprio e durante um determinado tempo. Depois há toda uma massagem na cabeça, testa, pescoço e ombro que sabe só assim pela vida. Por mim ficava lá um dia inteirinho naquilo. É mesmo bom.
agora é so desejar que o tempo passe rápido e que chegue a dia 25 assim num instantinho.


7 comentários on "Shirodhara"
  1. A vida corre a um ritmo alucinante. Temos mesmo de conjugar o verbo abrandar.
    É necessário fazer por nós. Eu acho que fazes muito bem em fazeres essas massagens. Eu para além de praticar yoga que me leva sempre ao lugar certo: o agora. De três em três semanas faço uma sessão de acupuntura e massagem com ventosas. Mimos para o corpo e para a mente que fazem tanto por mim♥.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Efectivamente tenho de mudar esta minha vida alucinante.. ou isso, ou endoideço. A técnica passa por encontrar formas de me relaxar.... Obrigado pelas dicas ;)
      Beijinhos

      Eliminar
  2. Ora aí está um bom ponto de partida. Uma massagem é sempre algo que nos deixa em estado zen. Esta técnica não conhecia mas pela tua descrição parece-me otima!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim é muito boa. Não é uma massagem "normal", mas para quen gostar do toque no couro cabeludo é optima. Relaxa muito a mente.

      Eliminar
  3. O stress prejudica muito a longo prazo. Espero que em breve chegem tempos mais tranquilos. E até lá, que as massagens e o jacuzzi ajudem a relaxar :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois prejudica :/ e muitas vezes sem darmos por ela.
      Também espero isso :)
      Beijinhos e tudo de bom.

      Eliminar
  4. Acho que nunca ouvi falar desse tipo de massagem, acho que fazes muito bem! Mimarmo-nos é fundamental, e tb temos que ter os nossos momentos "relax":)
    Beijinho*

    ResponderEliminar

Desabafa que faz bem à alma